4.

Formação em Gestalterapia

A idéia para os grupos de formação em gestalt-terapia está ligada a aplicações de premissas com um aporte humanista.

  • Reestabelecer um modo fluido de contato e de trabalho que aproveite o que acontece no momento presente.

  • Evitar preconceitos que dificultem o reconhecimento de situações e relações interpessoais;

  • Incluir o erro como parte integrante da troca de aprendizagem.

  • Apreciar a circularidade entre o que ensina e o que aprende.

  • Saber mais de nós mesmos e se o que transmitimos é coerente com nossos princípios gestálticos-fenomenológicos, para não repetirmos modalidades pedagógicas frustrantes e ultrapassadas.

  • Recuperar o novo e fluente para transmitir conhecimentos com entusiasmo e interesse, redescobrindo-se nesses momentos; Integrar seu sentir, seu pensar, seu corpo, sua palavra para que a espontaneidade e o planejamento se alternem com harmonia.

  • O papel do transmissor da teoria gestáltica é o de uma pessoa simples que fala uma linguagem comum, sem confundir para ser respeitado, é verdadeiro no relacionamento, presente a cada encontro e cada troca é uma possibilidade de renovar-se.

  • A tarefa de um instrutor ou professor vai muito além de simplesmente ser um transmissor de informações, ele é um sentinela das possibilidades, das falas autênticas. É um pré-verbal, descoberto ou despertado pelo verbal.

Gestalt-Centro Rio Grande do Sul

Centro Profissional Rui Barbosa

Av. Luiz Manoel Gonzaga, 351

sala 301

CEP 90470-280 Porto Alegre, RS

igestaltcentro@gmail.com 

+55 (51) 3328 9614

Horários especiais durante a pandemia de COVID-19.

  • Black Facebook Icon
Contato

Gestalt Centro do Rio Grande do Sul